tipos-de-inglesa

Veja como preparar este alimento com várias dicas de culinária:

Essa é uma variedade muito peculiar, a começar pela sua casca rosada, que chama a atenção por ser bastante diferente das outras. Isso se dá pela concentração de antioxidantes, o que a torna uma excelente opção de consumo. Além disso, seu formato alongado é particularmente indicado para fazê-las fritas. Conheça um pouco mais sobre esse alimento tão especial.

O que é:

De origem holandesa, ela é excelente para o preparo de vários pratos que a população brasileira adora. Essa variedade de tubérculo possui a casca rosada bastante espessa, enquanto seu interior é mais amarelado. Ela apresenta um alto teor de amido em sua composição, maior até do que a quantidade de água. Isso a torna uma ótima opção para frituras, porque seus aperitivos ficarão macios no interior e bem crocantes por fora, com muito menos chance de encharcar.

indice-glicemico

Ela também é bastante indicada para o cozimento. Seu sabor é delicioso e o aroma é bem sutil, além da textura cremosa que dá aos seus pratos. Você pode preparar uma infinidade de receitas com essa variedade de batata, que pode ser encontrada com facilidade nos supermercados, hortifrútis e feiras. Experimente fazê-la assada, recheada e na forma de purê.

O melhor jeito de preparar esse alimento é fritando. Esse modelo é o mais utilizado pelas indústrias de batatas fritas congeladas, pois ela mantém sua estrutura mesmo sob baixas temperaturas e não perde as propriedades, continuando sequinha e crocante, como se tivesse sido preparada no momento de comer.

Benefícios:

Além do sabor incrível, ela também tem propriedades que auxiliam na saúde dos consumidores. A começar por sua casca, é possível perceber que a sua coloração tão diferente se dá pela presença de antioxidantes, que são responsáveis pela neutralização de radicais livres em nosso organismo.

Assim, ela se torna uma importante aliada na redução de compostos prejudiciais à saúde, como por exemplo, as doenças do coração. Além disso, essa variedade é uma excelente fonte de potássio, vitamina B e fósforo.

Uma de suas desvantagens, que precisam ser explicadas, é a questão do índice glicêmico. Por possuir uma grande quantidade de amido (que se transforma em açúcar), esse alimento deve ser consumido com parcimônia, principalmente pelos diabéticos. Além disso, a ela é um carboidrato de alto valor calórico. Por isso, é importante saborear essa delícia com moderação para não comprometer sua dieta.

Diferenças e Tipos :

Existem mais de 5.000 variedades desse alimento pelo mundo, que se apresentam com formatos diferentes, colorações, preços e sabores. A única característica comum à todas elas, é o sabor. É indiscutível o quanto é gostoso se render à uma deliciosa porção de batatas. Cada uma delas tem suas individualidades, que devem ser consideradas por quem as consome.

No caso da variedade Asterix, podemos indicar sua estrutura repleta de amido, que a torna ideal para a preparação de alimentos fritos e cozidos. Em valores nutricionais, ela possui 154 calorias, sendo que, destes, 34 gramas são de carboidratos. Esse modelo apresenta um baixo índice de gordura, para contrapor à quantidade de amido, que a torna alta em índices glicêmicos. Além disso, ela apresenta um significativo nível de fibras, vitamina C, fósforo e ferro.

Receitas :

Muitas receitas podem ser preparadas com essa variedade. Confira uma que, com certeza, será sucesso em sua casa!

Ingredientes:

Componente Quantidade
Batata Asterix tamanho médio 4 unidades
Requeijão 1 copo
Creme de leite sem lactose 1 caixa
Tempero À gosto

Modo de Preparo:

  • 1.Aqueça o forno em 200°C;
  • 2.Em uma panela grande, ferva água;
  • 3.Corte as batatas em formato de palito e adicione na água fervente;
  • 4.Deixe cozinhar por cerca de 5 minutos;
  • 5.É interessante dar um choque térmico após retirá-las da água quente, para interromper o processo de cozimento e evitar que fiquem moles demais;
  • 6.Em uma tigela, misture o requeijão, o creme de leite e os temperos. Você pode utilizar o que mais te agrada;
  • 7.Em uma assadeira, coloque as batas cozidas e espalhe o molho sobre elas;
  • 8.Misture delicadamente, para que não quebrem;
  • 9.Leve ao forno já aquecido por cerca de 30 minutos;
  • 10.Quando estiverem macias, estão prontas.

Frita:

cozida

A grande presença do amido no tubérculo faz com que ela fique sempre sequinha e crocante. O ideal é que, antes de fritar, se faça o cozimento do alimento, para que o interior fique ainda mais macio. Você pode congelar as mesmas já cortadas. Veja como é simples preparar essa delícia!

Ingredientes:

Componente Quantidade
Batata Asterix tamanho médio 1 Kg
Água Quanto basta
Sal Quanto basta
Tempero À gosto
Vinagre ½ xícara de chá

Modo de Preparo:

  • 1.Descasque as batatas e corte-as em palitos;
  • 2.Em uma panela grande, ferva a água com o vinagre. Quando borbulhar, coloque as batatas cortadas em palitos e deixe por cerca de 3 minutos. Retire;
  • 3.Dê um choque térmico nas batatas cozidas. Coloque-as dentro da água gelada por alguns segundos;
  • 4.Com cuidado, seque os palitos antes de colocar na fritura. O óleo deve estar quente;
  • 5. Frite por cinco minutos e retire, deixando o excesso de gordura escorrer no papel toalha.

Para congelar:

Faça o procedimento do cozimento, como se fosse fritar. Quando retirar da água quente, espere que esfrie por alguns minutos e divida as porções em saquinhos que podem ir ao congelador. Sempre frite em óleo quente, para que elas fiquem bem sequinhas e crocantes.

Nhoque:

Essa variedade é particularmente indicada para a fabricação de nhoque, pois sua composição permite que se use menos farinha na preparação do prato. O próprio amido, presente na batata, faz com que se alcance a liga do nhoque sem precisar de outros produtos. Isso diminui o valor calórico da receita.

Ingredientes:

Componente Quantidade
Batata Asterix tamanho médio 8 unidades
Gema de ovo 2 unidades
Farinha fina de trigo 1 xícara de chá
Sal À gosto
Farinha de trigo para polvilhar a bancada Quanto basta

assada

Modo de Preparo:

  • 1.Descasque as batatas e corte em pedaços grandes;
  • 2.Coloque em uma panela grande, cubra com água e leve ao fogo alto;
  • 3.Quando ferver, adicione sal, abaixe o fogo e deixe cozinhar até que estejam macias;
  • 4.Escorra a água e, com as batatas ainda quentes, esprema;
  • 5.Quando estiver morna (a ponto de manusear sem risco), corrija o sal e acrescente metade da farinha;
  • 6.Essa batata exige menos farinha que as outras, para a preparação do nhoque, por isso não coloque tudo de uma vez;
  • 7.Misture até incorporar os ingredientes;
  • 8.Adicione as gemas e continue amassando;
  • 9.Vá colocando a farinha até sentir que deu o ponto;
  • 10.Para saber se está no ponto certo, lave as mãos e modele uma bolinha. Se ela não grudar, está ótimo. Se grudar, adicione mais farinha;
  • 11.Coloque uma panela grande com água para ferver;
  • 12.Enquanto a água esquenta, polvilhe uma bancada com farinha e modele os nhoques;
  • 13.Para isso, faça rolinhos de cerca de 1 metro de comprimento e 1 centímetro de diâmetro. Corte em pedaços pequenos, cerca de 2 centímetros;
  • 14.Coloque um pouco de sal na água fervente e vá mergulhando os pedaços de nhoque;
  • 15.Você pode colocar vários de uma vez, mas não encha a panela, para que não grudem. Quando subirem à superfície, está na hora de retirar;
  • 16.Sirva com o molho de sua preferência.

Onde Comprar:

Você pode encontrá-la em qualquer hortifruti e supermercado. Por ser um tipo bastante comum desse alimento, o acesso à ele se torna simples. Nas feiras livres, inclusive, você pode encontrá-la com preço bastante atraente e com qualidade elevada, por serem ainda mais frescas que as encontradas nos mercados.

Preço :

Por não ser um alimento difícil de ser encontrado, seu valor é correspondente à facilidade de encontrá-la. A média de preço, por quilo, é de R$ 3,50, podendo variar de acordo com a região.

Clique aqui para conhecer o konjac, arroz, macarrão e lasanha com zero carboidrato, glúten e açúcar