nome-científico

Veja as características e como utilizar a planta da família Apiaceae de flores pequenas e aromáticas:

Esse é um dos temperos mais utilizados no Nordeste brasileiro, mas seu sabor e aroma peculiares têm ganhado a preferência de todas as outras regiões.

Com a aparência semelhante à da salsa, esse tempero é ideal para conservar carnes, além de deixa-las com um sabor inconfundível.

O que é :

É uma erva aromática, muito utilizada para temperos. Além de seu sabor marcante e inconfundível, ela proporciona vários benefícios à saúde, como a diminuição dos riscos e sintomas de doenças cardiovasculares, degenerativas e câncer. Isso se dá pela presença grande de antioxidantes em sua formação. Os médicos ainda se dividem no uso medicinal dessa erva, mas é inegável que faz bem ao nosso organismo.

Para que serve:

De origem asiática, essa erva, como mencionada acima, é muito apreciada na cozinha nordestina. Porém seu uso tem se tornado mais constante nos pratos de todas as regiões, principalmente pelas descobertas de que ela faz bem à saúde.

moido-onde-usar
Os povos antigos, como os egípcios, que já usavam a erva, faziam sua utilização para além de temperos, também a usando como planta medicinal.

Ela apresenta propriedades calmantes, digestivas e até afrodisíacas.

Seu uso, atualmente, está crescendo. Ainda há alguma tolerância em relação aos pratos que apresentam esse tempero, principalmente pelo sabor forte e peculiar, que pode ser estranho à paladares mais sensíveis.

No entanto seu uso tem aumentado e é possível utilizá-la nas saladas, sucos e até em chás, como alternativa para temperar comidas.

É possível utilizar as folhas frescas (cortando-as em pedaços minúsculos, como a salsa), o talo (em caldos) e as sementes, sendo todas essas partes interessantes para o bom funcionamento do organismo.

Benefícios:

São vários os benefícios para a saúde, ao utilizar essa poderosa erva. É muito interessante incluí-la em sua rotina alimentar. Veja como ela pode melhorar o seu sistema imunológico:

  • Prevenção do câncer: é rica em carotenoides, que são substâncias com alto poder antioxidante;
  • Proteção da pele: inibe o envelhecimento, pois os carotenoides reduzem os danos causados pelos raios UVB;
  • Controla o colesterol: pois possui gorduras insaturadas e vitamina C, que colabora com a redução do colesterol ruim (LDL) e aumenta o colesterol bom (HDL);
  • Melhora a digestão: por controlar o funcionamento do fígado e combater infecções intestinais;
  • Controla a pressão arterial: é rica em cálcio, um nutriente que ajuda a relaxar os vasos sanguíneos e, por conseguinte, diminui a pressão;
  • É desintoxicante: ela elimina os metais pesados do organismo, como o mercúrio, alumínio e chumbo;
  • Combate infecções no intestino: seu óleo essencial possui propriedades antimicrobianas;
  • Combate a anemia: por ser rico em ferro.

Como Plantar:

Essa planta aromática pode ser cultivada em casas, porém é importante informar que, crescida, ela pode chegar até a 1 metro de altura.

A adaptação da mesma ao clima é bastante variável, podendo ser cultivado em quase todos os tipos de temperatura. Apenas nos ambientes muito frios ele não conseguirá crescer.

O ideal é que haja luminosidade incidente sobre a planta, já que aquelas que recebem mais sol geralmente tem mais sabor e aroma. O solo deve ser bem drenado, fértil e com bastante matéria orgânica.

Dê preferência a cultivá-lo em um vaso grande e irrigue bem, de modo que o solo se mantenha sempre úmido (veja bem, úmido não é encharcado).

As folhas podem ser colhidas entre 30 a 70 dias após a germinação das sementes.

Faça a colheita sem retirar todas as folhas, pois a planta pode acabar enfraquecendo. Já as sementes podem ser colhidas quando estão amareladas, determinando que estão secas.

Semente:

A semente pode ser utilizada inteira, na preparação de frangos, carnes e peixes, podendo ser inteira ou amassada em um pilão, tornando-a em pó. O sabor da semente é mais adocicado, quando comparado com o das folhas. Muitas pessoas as utilizam para aromatizar conservas, vinagres, azeites e até no recheio de linguiças.

Além do sabor inigualável, as sementes também são utilizadas por seus poderes curativos. Em alguns lugares da Europa, elas estão sendo usadas na manutenção da diabetes, diminuindo seus valores.

Na Índia, elas são usadas por suas propriedades anti-inflamatórias. Já nos Estados Unidos, estão sendo feitos estudos com as sementes no combate ao colesterol.

morfologia

Como Conservar:

Por ser utilizado como um tempero, nem sempre um maço inteiro de coentro é utilizado. Com isso, as folhas podem perder suas propriedades, murchar e até morrer. Para evitar que as folhas estraguem com rapidez, tente conservá-las em geladeira ou até mesmo nos freezers.

  • Na geladeira: faça o corte dos talos bem na base das folhas, para evitar que ele perca umidade pelo caule. Lave bem, deixando a água corrente escorrer por alguns minutos. Antes de guardar, seque muito bem as folhas com um papel toalha. Após isso, mantenha-o dentro de um pote de vidro ou plástico com tampa, de modo a evitar o contato com o ar. Retire apenas o que for utilizar a cada vez que cozinhar. Dessa forma, sua erva se manterá fresca por mais tempo.
  • No freezer: a preparação é a mesma. Corte os talos, lave bem e seque com um papel toalha. Nesse caso, o ideal é picar as folhas. Coloque-as em formas de gelo, com água mineral, e leve ao freezer, para congelar. Quando for utilizar, remova o cubo da forma e coloque-o no cozido. Como usar: coloque o cubo congelado e deixe ele derreter enquanto cozinha.

Tipos :

Por seu cultivo fácil e seu sabor peculiar, é possível encontrar vários tipos de coentro espalhados pelas regiões de nosso país. Efetivamente, o sabor e as funcionalidades são as mesmas, mas a forma das folhas e seu nome pode variar de lugar para lugar.

No sudeste, ele pode ser conhecido como coentrão, nhambi e coentro selvagem.

No norte do país, principalmente no Pará, os nomes mais comuns são chicória do norte e chicória da Amazônia. Já em outros países, esses nomes podem mudar ainda mais. Por exemplo, no México é chamada de Culantro.

Clique aqui para conhecer a fécula de batata, como fazer, para que serve, benefícios e receitas

Contacto

gastrocultura

Olá meu nome é Giovanni, sou o editor do site. Para entrar em contacto comigo por favor me envie um DM no Twitter que responderei o mais breve possível >> Obrigado 🙏
gastrocultura
Contacto

Latest posts by gastrocultura (see all)