de-prostata-como-preparar-1

Veja como comer a fruta da árvore morinda citrifolia da família das rubiaceae:

Essa fruta tem se tornado cada vez mais popular, ainda mais quando consideramos que a medicina alternativa tem se provado bastante eficaz, alcançando cada dia mais adeptos. Composta de vitaminas e minerais importantes para o organismo, ela tem dividido as opiniões de muitos profissionais pelo mundo.

Estudos comprovam que a fruta proporciona inúmeros benefícios para a saúde (e em várias áreas, cuja medicina tradicional não tem tido sucesso). Ela pode ser consumida em forma de chás ou sucos, misturada com outras frutas e em receitas tradicionais. Mesmo que seu gosto não seja dos melhores, as vantagens parecem ser bastante atraentes.

Rica em antioxidantes, seu consumo combate os radicais livres, melhorando o funcionamento do organismo. Seu uso não é diretamente indicado, pois os estudos sobre a fruta ainda não apresentam uma conclusão certeira sobre os malefícios que podem surgir de sua utilização.

O que é:

qual-a-dose-diária-do-suco-de-1
Seu nome científico é Morinda citrofolia Linn. É um fruto asiático, advindo de uma árvore de médio porte, bastante comum na Polinésia. Facilmente adaptada ao clima brasileiro, ela tem se espalhado por várias regiões do Brasil.

Na Ásia a fruta é um elemento importante da medicina popular e essa “fama” chegou às nossas terras. Prometendo curar várias enfermidades, o consumo desse fruto aumentou significativamente nos últimos anos, mesmo não havendo um consenso sobre a sua eficácia ou seus malefícios.

Benefícios:

Como todo bom remédio popular, o uso do chá das folhas ou do suco da polpa tem apresentado significativos resultados no tratamento de convulsões, tosse, cólicas, diabetes I e II, febre, corrimento vaginal, náuseas e até doenças do fígado. Sua atuação é abrangente e os adeptos indicam.

Além desses benefícios já citados, o uso regular da fruta também pode:

  • Regular a pressão sanguínea, reduzindo a chance de ataques cardíacos;
  • Ajuda a aliviar dores e atuar como anti-inflamatório natural;
  • Aumenta os níveis de energia (inclusive a potência sexual) e eleva as defesas do corpo.

Para que serve:

Entre as concordâncias a respeito dessa fruta, é consenso a quantidade excessiva de antioxidantes que ela apresenta. Por isso, independentemente de ser, ou não, adepto à ela, é impossível negar que os radicais livres presentes nela geram benefícios ao corpo, quando consumidos.

Pensando nisso, o uso constante do fruto, seja em infusões ou no consumo da polpa, acaba por melhorar sintomas de doenças crônicas e a composição dela permite que até algumas doenças possam ser prevenidas. Além disso, por melhorar o metabolismo, ela emagrece.

Faz mal:

Como foi dito, mesmo com todos os estudos sobre ela, a fruta ainda não recebeu autorização para ser comercializada em nosso país. Isso se dá pela falta de informações mais concretas sobre seu método de ação, o que gera essa insegurança no ato de utilizá-la.

Mesmo em países onde seu uso é liberado, ainda assim há uma preocupação com o seu consumo sem que haja orientação e acompanhamento médico. Muitos profissionais são contrários à utilização da planta, pois alguns pacientes que faziam seu uso apresentaram falência hepática, necessitando, de modo urgente, de transplante de fígado.

As pesquisas que autorizam o seu uso continuam à pleno vapor, porém os efeitos de contraindicação também têm aparecido cada vez mais frequente, seja como tratamento para doenças ou até mesmo como suplemento alimentar. Entenda quais as maiores negativas sobre esse produto.

  • Pacientes com doenças renais: essa fruta possui elevado teor de potássio, mineral que se torna altamente arriscado para os pacientes que apresentam problemas nos rins. Por isso, o consumo é proibido;
  • Insuficiência cardíaca: a interação da fruta com os medicamentos (inclusive anticoagulantes) para o coração potencializa seus efeitos, podendo causar uma superdosagem;
  • Pacientes transplantados: o uso do suco da fruta não é indicado para pacientes que tenham passado por transplantes. Por aumentar a força do sistema imunológico, o processo de rejeição é arriscado;
  • Grávidas e lactantes: o aviso, nesse caso, é sobre a falta de estudos comprovados. Ainda não se sabe se o consumo da fruta pode causar mal à mãe ou ao bebê. Por isso, evite fazer a ingestão da mesma, no caso de estar grávida ou lactando.

de-prostata-como-preparar-1 (1)

Ajuda contra o câncer:

Não há um consenso sobre a eficácia da fruta na cura do câncer.

O que é possível afirmar, com certeza, é que a ingestão desse alimento atua aumentando o sistema imunológico, que tende a ficar enfraquecido e desordenado nos pacientes que tratam o câncer.

Alguns estudos têm mostrado uma ação direta da fruta na proliferação das células cancerígenas, mas isso ainda não está comprovado cientificamente.

Muitas pessoas doentes de câncer dão depoimentos sobre os benefícios da fruta como medicamento complementar, porém os médicos não incentivam seu uso indiscriminado, principalmente pelos efeitos adversos que ela pode provocar.

Onde comprar:

A venda dessa fruta, com intuito de uso medicamentoso, é desestimulada no nosso país, considerando a quantidade de efeitos negativos que podem ser causados a partir de sua ingestão.

Porém, é possível encontrar sucos, cápsulas e chás do produto, principalmente pela internet.

Vale ressaltar que o uso da fruta como medicamento só deve ser executado caso haja a orientação de um profissional, que será responsável por acompanhar os efeitos colaterais que podem surgir no paciente.

Preço:

Mesmo que o produto não possua uma liberação direta da Anvisa para a comercialização, ainda assim você pode encontrá-lo em feiras de produtos naturais, lojas especializadas e, claro, pela internet.

Além da fruta inteira, também é fácil encontrar a fórmula em cápsulas, chás e a polpa, perfeita para suco.

Você pode comprar a fruta, em si, pelo valor médio de R$ 35.

Esse preço é encontrado pela internet, relativo à 8 unidades.

Em feiras livres, principalmente no Nordeste, onde o consumo da mesma é relativamente alto, esses preços diminuem exponencialmente, podendo chegar à R$ 15, o quilo da fruta.

Além disso, você pode fazer a compra dos processados, como os chás e os sucos.

Nesse caso, os valores variam entre R$40 e R$ 60.

Inclusive, lojas de produtos naturais têm se especializado na produção de itens feitos com a fruta, considerando os benefícios que ela traz ao organismo.

Clique aqui para conhecer a batata yacon, fotos, como plantar, como fazer e como comer

Contacto

gastrocultura

Olá meu nome é Giovanni, sou o editor do site. Para entrar em contacto comigo por favor me envie um DM no Twitter que responderei o mais breve possível >> Obrigado 🙏
gastrocultura
Contacto

Latest posts by gastrocultura (see all)